Cerâmica Industrial
https://ceramicaindustrial.org.br/article/doi/10.4322/cerind.2018.006
Cerâmica Industrial
Artigo

Processo de Decoração ‘Full Digital’ com Esmaltação a Seco

A. Bresciani, C. Ricci

Downloads: 7
Views: 335

Resumo

O desenvolvimento das tecnologias de decoração digital revolucionou o processo de produção de placas cerâmicas, com melhora na qualidade gráfica dos produtos acabados, e com possibilidade de otimização da gestão operacional e do layout das linhas de esmaltação. Com relação à decoração, é evidente em todo o mundo o potencial gráfico da impressão jato de tinta, desde o fácil design de novos produtos, até a constância da qualidade obtida. Em relação à configuração das linhas de esmaltação e decoração, houve uma simplificação em relação à complexidade do passado, embora, na maioria dos casos, não houve uma transformação radical sob a ótica da Indústria 4.0, pois foi feita uma substituição simples das máquinas analógicas pelas digitais. Esta renovação parcial implica em uma coexistência das aplicações tradicionais, baseadas em esmaltes convencionais em suspensões aquosas e seus dispositivos de dosagem analógicos (cabines de disco, dispositivos de aplicação por véu, sistemas ‘airless’), e sistemas digitais de última geração para decoração com elevada definição e esmaltação por tintas e fritas à base de solventes orgânicos. Desta forma, este estudo examina uma nova solução de engenharia que tem a finalidade de simplificar o processo de decoração por meio da combinação de esmaltação a seco e tecnologias de decoração digital, eliminando a necessidade de uma linha de esmaltação convencional baseada em aplicações de esmaltes em suspensões aquosas. O novo processo de decoração é interessante para a produção de placas grandes de porcelanato pela tecnologia Continua+, com formatos de 3 m ou mais, pois é composto pelas seguintes fases: 1. Deposição, sobre esteira transportadora, de uma primeira camada de pó atomizado de base; 2. Aplicação de uma segunda camada de pó atomizado de alto valor agregado, composto por engobe ou esmalte ou composição cerâmica de queima branca; 3. Formato contínuo; 4. Impressão digital da decoração, em alta resolução, por jato de tinta; 5. Impressão digital de fritas protetivas e granilhas; 6. Secagem e queima. Para otimizar este processo foi necessário estudar os fatores tecnológicos que permitiriam obter boa planaridade do produto acabado e, assim, a possibilidade de gerir a produção de grandes formatos com grande valor agregado. Graças à integração de esmaltação a seco com sucessivas decorações digitais de elevada definição, o novo processo é de interesse industrial para criar uma linha ‘full digital’ compacta, com maior simplicidade técnica e de gestão em comparação com a esmaltação tradicional, com menor impacto ambiental em relação à esmaltação digital que utiliza elevada quantidade de aditivos orgânicos.

Palavras-chave

esmaltação a seco, ‘full digital’, grandes formatos.

Referências

[1] V. Sanz Solana, “Inkjet printing technology for ceramic tile decoration”, Qualicer 2014

[2] I. Hutchings, “Ink-jet printing for the decoration of ceramic tiles: technology and opportunities”, Qualicer 2010

[3] A. De Carlo, “The digital revolution in tile decoration”, Ceramic World Review 51, 2003, pp. 78-84

[4] G.P. Crasta, “Boom in digital technology”, Ceramic World Review 97, 2012, pp. 64-67

[5] L. Baraldi, “World production and consumption of ceramic tiles”, Ceramic World Review 123, 2017, pp. 56-70

[6] A. Bresciani, C. Ricci, “Innovative process for ceramic tile manufacturing by double pressing with continuous precompaction”, Qualicer 2004

[7] G.M. Revel et al., “On-line deformation monitoring of thin ceramic tiles”, Qualicer 2014

[8] S. Fazio et al., “Nuovi strumenti per la misura delle lastre ceramiche”, CER N.364, 2017, pp.50-52

5bcf2ce00e8825210e1f4c09 ci Articles
Links & Downloads

Cerâm. ind.

Share this page
Page Sections