Cerâmica Industrial
https://ceramicaindustrial.org.br/article/doi/10.4322/cerind.2017.025
Cerâmica Industrial
Artigo

Avaliação Comparativa de Massas Industriais Utilizadas na Fabricação de Revestimentos Cerâmicos por Via Seca

Ana V. Lot, Lisandra R. dos Santos, Suelen Nastri, Fabio G. Melchiades, Anselmo O. Boschi

Downloads: 3
Views: 443

Resumo

As vantagens econômicas e ambientais do método de fabricação de revestimentos cerâmicos por via seca em relação à via úmida, bem como o exemplo de sucesso da sua utilização no Polo de Santa Gertrudes, motivam outras empresas do Brasil e da América do Sul a utilizá-lo. Um dos fatores que contribuíram para o êxito da via seca no Polo de Santa Gertrudes é a argila peculiar dessa região. Dessa forma, um desafio para o uso da tecnologia em outras localidades é a formulação da massa com outras argilas, disponíveis nas proximidades de cada fábrica. Nesse sentido, o trabalho teve como objetivo analisar massas de diferentes regiões do Brasil e América do Sul em comparação com uma massa típica da região de Santa Gertrudes. As massas foram coletadas no silo da prensa e caracterizadas quanto à sua composição química e ao resíduo. Foram confeccionados corpos de prova prensados com umidade e pressão similares aos valores praticados na indústria. Diversos aspectos relevantes para o desempenho das massas foram avaliados, para os corpos de prova crus e após queima até absorção de água de 8%. Diferenças consideráveis foram encontradas entre as massas avaliadas. Algumas dessas diferenças sugerem que empresas instaladas em outras regiões enfrentam dificuldades no processo ou problemas de qualidade do produto menos comuns para as empresas localizadas no Polo de Santa Gertrudes. Apesar disso, para alguns aspectos avaliados, as massas estudadas apresentaram desempenho comparável ou até superior à massa de Santa Gertrudes.

Palavras-chave

via seca, argilas, matérias-primas, formulação de massas.

Referências

(1) Piva, M. A., Pacheco, A. C. B - O que as Indústrias de Revestimento Cerâmico da Região de Santa Gertrudes Esperam das Instituições de Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento – v.2 (5/6), p 7-10, 1997

(2) ANFACER - Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos, Louças Sanitárias e Congêneres

(3) Monfort, E., Mezquita, A., Vaquer, E., Alves, H. J., Melchiades, F. G., Boschi, A. O. - Brasil x Espanha: Consumo de Energia Térmica e Emissões de CO2 Envolvidos na Fabricação de Revestimentos Cerâmicos - v.16 (4), p.13-20, 2011

(4) Mezquita A., Monfort, E., Ferrer S., Gabaldón-Estevan, D. - How to reduce energy and water consumption in the preparation of raw materials for ceramic tile manufacturing: Dry versus wet route - Journal of Cleaner Production, p. 1-5, 2017

(5) Motta, J. F. M., Christofoletti, S. R., Garcez, L. L., Florêncio, R. V. S., Boschi, A. O., Moreno, M. M. T., Cuchierato, G., Zanardo, A. - Características do Pólo de Revestimentos Cerâmicos de Santa Gertrudes - SP, com Ênfase na Produção de Argilas - v.9 (1) p. 1-6, 2004

(6) Parra, B. S., Gennari, R. C., Melchiades, F. G., Boschi, A. O. - Rugosidade Superficial de Revestimentos Cerâmicos – Cerâmica Industrial, v.11 (2) p.15-18, 2006

5bcdd6a40e8825a1101f4c0a ci Articles
Links & Downloads

Cerâm. ind.

Share this page
Page Sections