Cerâmica Industrial
https://ceramicaindustrial.org.br/article/doi/10.4322/cerind.2017.011
Cerâmica Industrial
Artigo Original

Estudo de Propriedades Mecânicas de Placas Cerâmicas Fotovoltaicas para Aplicação em Fachadas Ventiladas

Vilson Menegon Bristot, Luís Eduardo Guollo Bertan, Natalia Pereira Da Coreggio, Karina Donadel Carvalho, Agenor De Noni, Maykon Cargnin, Reginaldo Tassi

Downloads: 3
Views: 344

Resumo

O trabalho teve como objetivo estudar a resistência mecânica à flexão e a resistência a adesão de placas cerâmicas de porcelanato esmaltado retificado da referência Opus concreto AC para ser usada como placa de suporte em células fotovoltaicas. As placas cerâmicas foram preparadas no departamento técnico (DETEC) da empresa Eliane Revestimentos Cerâmicos, que futuramente serão utilizadas para construções de fachadas ventiladas com células fotovoltaicas, para a retenção e transformação da energia solar em energia elétrica. Para os ensaios foi utilizada a máquina de ensaios EMIC, da Instron, equipada com o software (bluehill instron). A série de maquinas EMIC dispõe a seus ensaios maquinas eletromecânicas micro processadas, acompanhadas de células de carga com capacidade de 10 e 100KN e suportes para testes de flexão e adesão. Para os ensaios de adesão foi utilizado silicone (silicone poliuretano PU 44). Os resultados dos ensaios apresentaram resistência média à flexão de 42.7 Mpa. De acordo com os resultados, as placas cerâmicas podem ser utilizadas em projetos de fachadas para o revestimento externo de edifícios com a implementação de células fotovoltaicas. Em relação aos testes de adesão o silicone apresentou uma resistência satisfatória nos dois modos distintos de aplicação de aproximadamente 570 N.

Palavras-chave

resistência mecânica á flexão, resistência a adesão, energia solar, placa cerâmica.

Referências

1. RUTHER, Ricardo. Uso da tecnologia fotovoltaica no Brasil

2. RUTHER, Ricardo. Edifícios solares fotovoltaicos. Florianópolis, 2004. 76 p.

3. WERLICH, Leonel. Sistema de fachada ventilada em edificações: características, métodos e aplicações. Florianópolis. 2014

4. ALVARENGA, Carlos Alberto. Princípio de funcionamento da célula fotovoltaica. Minas Gerais. 2004.

5. MENDES, Francisco Melo. Durabilidade das fachadas ventiladas. Porto. 2008.

6. EMIC, disponível em: http://www.emic.com.br/Empresa/Qualidade+Confiabilidade/

7. Portal inmetro. Disponível em: http://www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/revestimentos.asp

8. Portal Buscchinelli. Orientação: Características e Propriedades. Disponível em: http://www.buschinelli.com.br/orientacao/ceramica/caracteristicas-e-propriedades/15

9. Portal cerâmica Portinari, classificação de revestimentos cerâmicos, disponível em: http://www.espacorevestir. com.br/web/wp-content/uploads/catalagos/portinari/Classificacao_de_Revestimentos_Ceramicos.PDF

10. SANTOS, Demétrio Jackson. Estudo experimental da resistência mecânica de junções adesivas. São Paulo, 2007.

11. Ensaios Mecânicos dos Materiais, disponível em: https://jorgeteofilo.files.wordpress.com/2010/08/epm-apostilacapitulo09-ensaios-mod1.pdf (arquivo em PDF).

5949529d0e8825456e1436b9 ci Articles
Links & Downloads

Cerâm. ind.

Share this page
Page Sections