Cerâmica Industrial
http://ceramicaindustrial.org.br/article/doi/10.4322/cerind.2018.016
Cerâmica Industrial
Artigo

Redução de Portfólios de Bases Serigráficas para Serem Usadas Como Protetivas

Keizy Queren Ribeiro Dagostin, Aline Resmini Melo, Fernando Figueira, Ana Sônia Mattos, Morgana Nuernberg Sartor Faraco

Downloads: 0
Views: 36

Resumo

Neste trabalho analisou-se como reduzir os números de itens de bases serigráficas que cresceu de forma descontrolada em uma empresa de colorifício cerâmico em questão. As bases serigráficas do estoque foram classificadas, separadas e selecionados como mate e transparente para obter novas formulações. Através da seleção das bases serigráficas, 11 formulações foram desenvolvidas e comparadas com uma base A (considerada padrão por ser mais utilizada). Essas 11 formulações testes foram aplicadas em peças cerâmicas, queimadas e avaliadas visualmente, desta avaliação foi selecionada a amostra teste 11 pois, ficou visualmente mais próxima a padrão A. A amostra padrão A e o teste 11 foram caracterizados através da distribuição do tamanho de partícula, microscópio de aquecimento, dilatação térmica e análise química por fluorescência de raios X. Os resultados obtidos foram satisfatórios para utilização da formulação teste 11 substituindo uma base padrão A alcançando o objetivo deste estudo que é a redução do estoque de bases serigráficas

Palavras-chave

bases serigráficas, serigrafia, decoração.

Referências

1. MATTOS, S. A. Influência da geometria de aplicação serigráfica da fração de área de cobertura nas características superficiais de revestimentos esmaltados com matriz vitrocerâmica reforçado com ZrSiO4. Dissertação (Pós-graduação em ciências e Engenharia do Materiais). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 89 f., 2011. Disponível em: < https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/94762> Acesso em: 07 abri. 2018.

2. GOMES, T. Itagres. Estagio Curricular Obrigatório. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 27, 2008. Disponível em:< https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjWkpK0h7nXAhVGf5AKHRmOCy0QFggnMAA&url=http%3A%2F%2Fwww.emc.ufsc.br%2Fcontrole%2Farquivos%2Festagio%2Frelatorio%2Frelatorio_1091_370_1.doc&usg=AOvVaw2kFcTrS339IrACVmZKxY4g > Acesso em: 10 out. 2017.

3. DAGOSTIN, W. T. Custos na produção de fritas cerâmicas: Um estudo comparativo em uma empresa do setor colorifício com sede em Santa Catarina. Trabalho de Conclusão de Curso (Ciências Contábeis). Universidade do Extremo Sul Catarinense UNESC, Criciúma, 60 f, 2013. Disponível em: Acesso em: 14 set. 2017.

4. SIMÕES, C. N. P. L., LABRINCHA, A. J. Decorações in-glaze de alto relevo para aplicação em porcelana doméstica, por processos serigráficos. Cerâmica Industrial, 14, (2), 33-40, 2009. Disponível em:< https://pt.scribd.com/document/247101770/Decoracoes-in-Glaze-de-Alto-RelevoPara-Aplicacao-Em-Porcelana> Acesso em: 24 fev. 2018.

5. FILHO, O. A. Tintas Cerâmicas. Cerâmica Industrial, 8, (5/6), 40-43, 2003. Disponível em: Acesso em: 24 fev. 2018.

6. ZANELATTO, F. D. Estudo da variação de tonalidade por aplicação rotativa no sistema sicro II. Trabalho de Conclusão de Curso. (Curso de Tecnologia em Cerâmica). Universidade do Extremo Sul Catarinense UNESC, Criciúma, 13 f. Disponível em: < http://www.bib.unesc.net/biblioteca/sumario/000043/0000438B.pdf> Acesso em: 02 set. 2017.

7. BERTO, M. A. Adequação das propriedades de tintas e esmaltes aos sistemas de aplicação e técnicas decorativas. Parte II: Decoração. Cerâmica Industrial, 5, 6, 7-3, 2000. Disponível em < http://www.ceramicaindustrial.org.br/pdf/v05n06/v5n6_1.pdf> Acesso em 24 fev. 2018.

8. SANZ, V., SÁNCHEZ, E. BOU.; TIRADO, M. Influência da serigrafia sobre a variação de tonalidades de revestimentos cerâmicos. Cerâmica Industrial, 4, (1-6), 10-26, 1999. Disponível em: Acesso em: 29 set. 2017.

9. CALLISTER, W. D. Jr. Materials Science and engineering: na introduction. 7ª ed. New York, EUA, 2007.

5bcf68880e8825a9631f4c0a ci Articles
Links & Downloads

Cerâm. ind.

Share this page
Page Sections